Esclarecimento aos Vieirenses
Destaques
Esclarecimento aos Vieirenses
No seguimento das noticias hoje veiculadas pelos Órgãos de Comunicação Social, locais e nacionais, as quais davam conta das buscas realizadas, hoje, pela Policia Judiciária no Município de Vieira do Minho, serve a presente nota para esclarecer o seguinte: É absolutamente falso que o Presidente deste Município, Eng.º António Cardoso Barbosa, tenha sido constituído Arguido no âmbito dos presentes autos. Estas buscas decorrem na sequência de um processo de licenciamento que já tem alguns anos, sobre o qual foi apresentada uma denúncia. Sobre este caso concreto, o Município já apresentou vários esclarecimentos, nomeadamente ao IGAMAOT e também às autoridades judiciais e administrativos. No entanto, esclarece o Município que, tanto o seu Presidente como todos os elementos que compõem o Executivo, se mostram desde já totalmente disponíveis para auxiliar a Policia Judiciária como o Ministério Público na investigação em causa, procurando assim contribuir de forma ativa para a descoberta da verdade e a realização da justiça. Do resultado das buscas hoje efetuadas, se descreve o ponto nº. 2 do auto de busca e apreensão deixado pelos Srs. Inspetores da Polícia Judiciária: " Percorridas todas as divisões da Câmara Municipal de Vieira do Minho, nomeadamente os gabinetes profissionais do Presidente da Câmara Engº. António Cardoso Barbosa e do Arquiteto João Filipe da Costa Pimenta, nada foi encontrado com interesse para os presentes autos". Por último, lamentamos que estas investigações que deveriam ser sigilosas, sejam retratadas na praça pública, pelos meios de comunicação social de forma maliciosa e com ausência de verdade. Pelo que entendemos que situações destas deveriam ser alvo de avaliação/ inquérito, junto das instituições e administrações dos meios de comunicação social.
Esclarecimento aos Vieirenses prevImage
Esclarecimento aos Vieirenses nextImage
Autarquia Vieirense vai oferecer Cadernos de Atividades a todos os alunos do concelho do 1º até ao12º ano de Escolaridade
Destaques
Autarquia Vieirense vai oferecer Cadernos de Atividades a todos os alunos do concelho do 1º até ao12º ano de Escolaridade
Numa altura em que as condições económicas das famílias se agravam, devido à crise pandemica provocada pela COVID 19, a Câmara Municipal de Vieira do Minho vai alargar a oferta dos Cadernos de atividades a todos os alunos do concelho até ao 12º ano. A  iniciativa tem por objetivo permitir aos alunos uma igualdade de acesso aos instrumentos educativos e promover uma verdadeira política de justiça social. Trata-se de uma medida de grande alcance social que a Autarquia Vieirense continua a desenvolver junto das famílias, e que se assume  estruturante para o desenvolvimento do concelho. Neste sentido, a Câmara Municipal informa todos os encarregados de educação dos alunos, que este ano letivo vão poder usufruir gratuitamente dos Cadernos de Atividades  para os seus educandos, bastando somente proceder ao seu levantamento na Câmara Municipal de Vieira do Minho, a partir de 25 de agosto.
Autarquia Vieirense vai oferecer Cadernos de Atividades a todos os alunos do concelho do 1º até ao12º ano de Escolaridade prevImage
Autarquia Vieirense vai oferecer Cadernos de Atividades a todos os alunos do concelho do 1º até ao12º ano de Escolaridade nextImage
Bernardo Sousa testa Skoda R5 em Vieira do Minho
Destaques
Bernardo Sousa testa Skoda R5 em Vieira do Minho
O ex-campeão Nacional de Ralis, Bernardo Sousa, escolheu Vieira do Minho, para preparar o seu regresso às competições oficiais. A dupla constituída por Bernardo Sousa e Hugo Magalhães testou o seu Skoda R5 nas estradas em asfalto de Espindo e Zebral, na Serra da Cabreira. A vinda do piloto Madeirense até Vieira do Minho testar a sua máquina, significa que a Serra da Cabreira, continua a ser um local de excelência para a prática da modalidade e aquela que reúne as preferências por parte dos pilotos. Refira-se, ainda que, a vinda destas equipas ao concelho de Vieira do Minho para testar as suas máquinas são uma mais valia para o turismo local, e uma excelente forma de promoção do concelho e das suas potencialidades.
Bernardo Sousa testa Skoda R5 em Vieira do Minho prevImage
Bernardo Sousa testa Skoda R5 em Vieira do Minho nextImage
“Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Competição”
Destaques
“Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Competição”
Vieira debate, amanhã, “Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Competição” Acontece, amanhã, dia 31 de Julho, no Auditório Municipal de Vieira do Minho, a palestra: Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Performance. A Palestra é realizada pelo Guarda-Redes da Seleção Nacional de Futebol de Praia, Elinton Andrade em conjunto com Liane Brixner.
“Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Competição” prevImage
“Expansão de Consciência & Resiliência na Alta Competição” nextImage
Candidaturas de apoio ao emprego e empreendedorismo e empreendedorismo social + CO3SO Emprego
Destaques
Candidaturas de apoio ao emprego e empreendedorismo e empreendedorismo social + CO3SO Emprego
O Município de Vieira do Minho informa que, estão abertas as candidaturas um sistema de apoio ao emprego e empreendedorismo, incluindo empreendedorismo social + CO3SO Emprego.  O que é +CO3SO? O + CO3SO significa COnstituir, COncretizar e COnsolidar Sinergias e Oportunidades e é um sistema de apoio ao emprego e empreendedorismo, incluindo empreendedorismo social. Quais são as modalidades de operacionalização e o âmbito territorial desta medida? O sistema +CO3SO Emprego é operacionalizado através de 3 modalidades: o +CO3SO Emprego Interior com aplicação restrita aos Territórios do Interior; o +CO3SO Emprego Urbano com aplicação às Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) previstas nos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU) dos centros urbanos regionais ou estruturantes ou de nível equivalente ou superior e nos Planos de Ação de Regeneração Urbana (PARU) dos centros urbanos complementares, que estejam incluídos nos territórios não considerados Territórios do Interior; o +CO3SO Emprego Empreendedorismo Social que pode ser desenvolvido em todo o território nacional. Quem são os organismos de gestão? Existem 3 entidades que vão gerir e operacionalizar este pacote de apoios, mediante cofinanciamento do Fundo Social Europeu. Os GAL – Grupos de Ação Local (na sub-regiões do Ave e do Cávado promovidos pela Associação Sol do Ave e ATAHCA, respetivamente) As CIM – Comunidades Intermunicipais e as AM – Áreas Metropolitanas As Autoridades de Gestão dos Programas Operacionais Qual o número de postos de trabalho a criar para poder apresentar candidatura? Em função das modalidades de intervenção referidas, o número de postos de trabalho da operação deve observar os seguintes limites: Até 2 postos de trabalho nas intervenções dos GAL; Superior a 2 postos de trabalho nas intervenções das CIM/AM.  Qual o âmbito setorial desta medida? São elegíveis as operações inseridas em todas as atividades económicas, com exceção: do setor da pesca e da aquicultura; do setor da produção agrícola primária e florestas; do setor da transformação e comercialização de produtos agrícolas e florestais; dos projetos que incidam nas atividades Financeiras e de Seguros, Defesa, Lotaria e outros jogos de apostas. Quais são as tipologias de operação? São passíveis de financiamento a criação dos seguintes postos de trabalho, para contratos de trabalho sem termo, desde que celebrados após a apresentação da candidatura: criação do próprio emprego, a tempo inteiro e remunerado, e desde que admitido pela natureza jurídica dos beneficiários; criação de postos de trabalho para desempregados inscritos há pelo menos 6 meses no IEFP; criação de postos de trabalho para desempregados inscritos há pelo menos 2 meses no IEFP, caso se trate de pessoa com idade igual ou inferior a 29 anos ou com idade igual ou superior a 45 anos; criação de postos de trabalho para desempregados inscritos no IEFP, independentemente do tempo de inscrição, quando se trate de beneficiários de prestação de desemprego, beneficiário de rendimento social de inserção, pessoa com deficiência e incapacidade, pessoa que integre família monoparental, pessoa cujo cônjuge se encontro em situação de desemprego, vitima de violência doméstica, refugiado, ex-recluso, toxicodependente em processo de recuperação, pessoa que tenha prestado serviço nas Forças Armadas, pessoa em situação de sem-abrigo, vítima de tráfico de seres humanos. criação de postos de trabalho para destinatários de qualificações de nível 5, 6, 7 ou 8 do Quadro Nacional de Qualificações, inativos ou desempregados e residentes em territórios não classificados como Territórios de Interior, estimulando a mobilidade geográfica de trabalhadores; criação de postos de trabalho para pessoas que não tenham registos na segurança social como trabalhadores por conta de outrem, nem como trabalhadores independentes nos 6 meses anteriores à contratação.  Quais os critérios de elegibilidade dos beneficiários? As empresas ou entidades da economia social devem cumprir com as condições habituais para qualquer sistema de incentivo, nomeadamente: estarem legalmente constituídos; possuírem situação regularizada com a segurança social e administração fiscal, não terem salários em atraso, possuírem o certificado eletrónico de PME emitido pelo IAPMEI, entre outras. Os projetos candidatos têm de conduzir à criação líquida de emprego dos beneficiários. Qual a duração das operações? As operações têm uma duração máxima de 36 meses contada a partir da criação do 1º posto de trabalho. Qual a taxa de financiamento? Os apoios a conceder no âmbito do +CO3SO revestem a forma de subsídio não reembolsável, através de: 1 – Comparticipação integral dos custos diretos com os postos de trabalho criados, incluindo remunerações e despesas contributivas a cargo da entidade empregadora, num período máximo de 36 meses; 2 – Uma taxa fixa de 40% sobre os custos referidos no número anterior para financiar outros custos associados à criação de postos de trabalho. Limites máximos   +CO3SO Emprego Interior +CO3SO Emprego Urbano Para os 3 primeiros postos de trabalho Até ao montante equivalente a 2,5 vezes o IAS, por cada mês de apoio Até ao montante equivalente a 2 vezes o IAS, por cada mês de apoio Entre o 4º e o 6 posto de trabalho criado Até ao montante equivalente a 2 vezes o IAS por posto de trabalho, por cada mês de apoio Até ao montante equivalente a 1,5 vezes o IAS por posto de trabalho, por cada mês de apoio A partir do 7º posto de trabalho Até ao montante equivalente a 1,5 vezes o IAS por posto de trabalho, por cada mês de apoio Até ao montante equivalente a 1 vez o IAS por posto de trabalho, por cada mês de apoio Nota 1: O IAS – Indexante dos Apoio Sociais em 2020 é de 438,81 €. Nota 2: Para as mesmas despesas elegíveis, os apoios concedidos ao abrigo do +CO3SO Emprego não são cumuláveis com outros apoios diretos ao emprego, aplicáveis ao mesmo posto de trabalho. Mais informações aqui Sol do Ave - Candidaturas
Candidaturas de apoio ao emprego e empreendedorismo e empreendedorismo social + CO3SO Emprego prevImage
Candidaturas de apoio ao emprego e empreendedorismo e empreendedorismo social + CO3SO Emprego nextImage
Proibido fazer Queimas e Queimadas até 30 de Setembro
Destaques
Proibido fazer Queimas e Queimadas até 30 de Setembro
O Município de Vieira do Minho informa que, as Queimas e Queimadas estão proibidas de 1 de julho a 30 de setembro de 2020, em função da entrada no designado Período Crítico. Em 2020, o Período Crítico vigora de 1 de julho a 30 de setembro, podendo a sua duração ser alterada, em situações excecionais, por despacho do membro do governo responsável pela área das florestas. (Lei n.º 76/2017, de 17 de agosto, artigo 2.º-A). Assim sendo, durante o período crítico existe um conjunto de proibições, que devem ser respeitadas: - é estritamente proibido realizar queimadas para renovação de pastagem ou eliminação de restolho, bem como o uso do fogo nos espaços rurais e florestais para a queima de resíduos agrícolas e florestais; - é igualmente proibido o uso de fogareiros e grelhadores, salvo se usados nos locais autorizados; - é proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais; - é proibido o lançamento de balões de mecha acesa e de foguetes e o uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal; - é proibido fumigar ou desinfestar em apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas; - é obrigatório usar de dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa e nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas. Quem desrespeitar estas restrições, pode incorrer em contraordenação, cuja coima pode ir de 140 a 5.000 euros, para pessoas singulares, e de 800 até 60.000 euros para pessoas coletivas. Em caso de originar um incêndio, pode incorrer em crime de incêndio florestal (Lei n.º 56/2011, 15 de novembro).
Proibido fazer Queimas e Queimadas até 30 de Setembro prevImage
Proibido fazer Queimas e Queimadas até 30 de Setembro nextImage
Notícias
Eventos
Desfolhada Tradicional
01
/
04
Desfolhada Tradicional
Data
20 Set '20
Local
Praça Dr. Guilherme de Abreu
Horário
14h00 às 19h00
Preço
Gratuito
Feira da Ladra
02
/
04
Feira da Ladra
As centenárias festas concelhias, conhecidas por Feira da Ladra, são o maior cartaz cultural da região. Elas enchem as ruas locais sempre no primeiro fim-de-semana de Outubro. Diz-se que a sua denominação remonta aos tempos em que os habitantes das aldeias se deslocavam a pé até à feira, com recurso a um pau em forma de forquilha que aproveitavam para, ao longo do trajecto, ir “roubando” as uvas das latadas. Esse pau foi depressa baptizado de “ladra”, o que depois deu origem ao nome da feira. Com uma longa tradição, são milhares os visitantes que procuram participar no seu vasto programa de actividades onde não faltam, entre muitas manifestações, os espectáculos musicais e de pirotecnia, folclore, diversões, provas equestres, exposições e concursos pecuários, vendedores ambulantes, comes e bebes, sem esquecer a tradicional Feira de Produtos Locais. A Feira da Ladra é uma festa de todos e para todos, porque nela cabem todas as faixas etárias e sociais do concelho onde se exibem as mais puras tradições populares, os usos e costumes do concelho, a dinâmica do mundo rural, as manifestações ancestrais e o pulsar de um povo que encontra nas suas raízes expressões de saberes e sabores. É, ainda uma excelente oportunidade de negócio e de transação de bens e produtos predominantemente regionais, quer para agricultores, criadores de gado, artesãos, operários, comerciantes e industriais. A Feira da Ladra é também momento de diversão, convívio, entretenimento e, sobretudo, um excelente veículo de promoção regional, fator de chamamento e atratividade de forasteiros e turistas ao concelho de Vieira do Minho. De 02 de Outubro a 05 de Outubro, a sede do concelho veste o fato de gala para exibir um cartaz de grande significado popular, cultural, social e de convívio e recreio para a população de Vieira e concelhos limítrofe.
Data
02 - 05 Out '20
Local
Vila de Vieira do Minho
Horário
00h00 às 00h00
Preço
Gratuito
Mercado de Outono
03
/
04
Mercado de Outono
Data
13 - 15 Nov '20
Local
Praça Dr. Guilherme de Abreu
Horário
09h00 às 20h00
Preço
Gratuito
Apanha da Azeitona
04
/
04
Apanha da Azeitona
No Sábado, dia 12 de Dezembro, Vieira volta à tradição com a Apanha da Azeitona, uma atividade promovida no âmbito do projeto “ Sentir Vieira” que vai, uma vez mais, despertar os sentidos dos participantes. Trata-se de uma atividade cujo objetivo passa por valorizar a terra e a agricultura do Concelho mantendo vivas as tradições, os usos e os costumes de antigamente. A iniciativa pretende também dar a conhecer todo o processo de transformação do azeite que vai desde a apanha, à escolha e moagem da azeitona num lagar tradicional e termina na produção do azeite. Com a iniciativa, o Município pretende, ainda atrair para o Concelho visitantes e ser, acima de tudo, um momento de festa e convívio entre os participantes. Para mais informações e formalizar a inscrição, os interessados deverão contactar o Posto de Turismo de Vieira do Minho através do 253 649 240 ou postodeturismo@cm-vminho.pt.
Data
12 Dez '20
Local
Vieira do Minho
Horário
10h00 às 15h00
Preço
Gratuito