Vieira do Minho integra a lista dos concelhos de risco Extremamente Elevado
Destaques
Vieira do Minho integra a lista dos concelhos de risco Extremamente Elevado
De acordo com o novo mapa de risco apresentado pelo Governo de Portugal, Vieira do Minho entra para o nível de risco "extremamente elevado” por apresentar mais de 960 casos de doença por 100 mil habitantes. Neste momento estão 151 casos confirmados são equivalentes a 1272.11 novos casos confirmados por 100.000 habitantes. Com a renovação do estado de emergência e com a colocação de Vieira do Minho no nível mais alto da escala entram em vigor a partir das 00h de 24 de novembro as seguintes medidas: MEDIDAS EM VIGOR NO CONCELHO ATÉ À PROXIMA AVALIAÇÃO POR PARTE DO GOVERNO NACIONAL >Manutenção da proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00 >Manutenção da proibição de circulação na via pública aos sábados e domingos entre as 13h00 e as 5h00; >Proibição de circulação na via pública nos feriados de 1 e 8 de dezembro entre as 13h00 e as 5h00; >Nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro estabelecimentos comerciais encerram às 15 >Ação de fiscalização do cumprimento do teletrabalho obrigatório >Obrigatório de máscara nos locais de trabalho Medidas em vigor desde 9 de novembro >Encerramento do comércio aos fins-de-semana a partir das 13h e abertura a partir das 8h*, exceto para os seguintes estabelecimentos: >Farmácias >Clínicas e consultórios; >Estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 m2; >Bombas de gasolina >A partir das 13h00, os restaurantes só podem funcionar através de entrega ao domicílio. * Os estabelecimentos que já abriam antes das 8h00 podem continuar a fazê-lo. >A possibilidade de realizar medições de temperatura corporal por meios não invasivos no acesso a locais de trabalho, estabelecimentos de ensino, meios de transporte, espaços comerciais, culturais e desportivos. >A possibilidade de exigir testes de diagnóstico para a COVID-19, no acesso a estabelecimentos de saúde, estruturas residenciais, estabelecimentos de ensino, estabelecimentos profissionais na entrada e na saída de território nacional – por via aérea ou marítima – e outros locais, por determinação da DGS. >A possibilidade de requisitar recursos, meios e estabelecimentos de saúde dos setores privado e social, após tentativa  de acordo e mediante justa compensação >A mobilização de recursos humanos para reforço da capacidade de rastreamento (ex: realização de inquéritos epidemiológicos, rastreio de contactos, seguimento de pessoas sob vigilância ativa) >Dever cívico de recolhimento domiciliário >Contacto social >Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas, salvo se do mesmo agregado familiar -Teletrabalho - Desde que as funções em causa o permitam, o trabalhador disponha de condições para as exercer e não estejam em causa serviços essenciais, o teletrabalho é obrigatório: Para as empresas que laborem neste Concelho; Para os trabalhadores que residam ou trabalhem neste Concelho. O trabalhador, caso não tenha condições técnicas ou habitacionais, deve informar o empregador dos motivos do seu impedimento. O trabalhador mantém os seus direitos, nomeadamente o direito a receber o subsídio de refeição. Se o empregador entender que não estão reunidas as condições deve comunicá-lo ao trabalhador, que, caso não concorde, pode solicitar à Autoridade para as Condições do Trabalho que decida se os requisitos para o teletrabalho se verificam. O empregador disponibiliza os equipamentos de trabalho e de comunicação necessários para o teletrabalho, podendo o trabalhador consentir na utilização dos seus meios, caso não seja possível ao empregador disponibilizá-los. - Organização do trabalho - >É obrigatório o desfasamento de horários de entrada e saída nos locais de trabalho para empresas que tenham locais de trabalho com 50 ou mais trabalhadores, sempre que as funções em causa não permitam adoção de teletrabalho. - Estabelecimentos comerciais - Encerramento até às 22:00 Exceções: take away, farmácias, consultórios e clínicas, funerárias, postos de abastecimento e rent-a-car Restaurantes Encerramento até às 22:30 6 pessoas max, salvo se do mesmo agregado familiar - Feiras e mercados de levante - Proibição de feiras e mercados de levante, salvo autorização emitida pelo presidente da Câmara Municipal, caso estejam verificadas as condições de segurança e o cumprimento das orientações definidas pela DGS >Encerramento dos equipamentos culturais até às 22:30 Para além das medidas acima, devem ainda ser observadas nos Concelhos de Risco Extremamente Elevado as medidas de âmbito nacional com as devidas adaptações, a saber: Distanciamento físico Lavagem frequente das mãos Uso obrigatório de máscara Etiqueta respiratória App Stayaway COVID Confinamento obrigatório para doentes com COVID-19 e pessoas em vigilância ativa Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas, salvo se do mesmo agregado familiar Cerimónias religiosas, segundo as regras da DGS Estabelecimentos comerciais com lotação máxima indicativa de 0,05 pessoas por m2 Horário de encerramento dos estabelecimentos comerciais às 22h00. Restaurantes: encerramento às 22h30; lotação limitada a 50% da capacidade; grupos limitados a 6 pessoas, ou 4 pessoas nos estabelecimentos até 300 metros de uma escola e nos food-courts de centros comerciais; marcação prévia obrigatória Proibida a venda de bebidas alcoólicas em áreas de serviço e, a partir das 20:00, em qualquer loja Proibido o consumo de bebidas alcoólicas na via pública Veículos particulares com lotação superior a 5 lugares apenas podem circular com 2/3 da sua ocupação, salvo se todos pertencerem ao mesmo agregado familiar
Vieira do Minho integra a lista dos concelhos de risco Extremamente Elevado prevImage
Vieira do Minho integra a lista dos concelhos de risco Extremamente Elevado nextImage
Município vai testar os emigrantes que regressem a Vieira do Minho na época de Natal
Destaques
Município vai testar os emigrantes que regressem a Vieira do Minho na época de Natal
Considerando o atual estado pandémico, provocado pela Covid-19, o Município de Vieira do Minho quer proporcionar aos Vieirenses e aos nossos emigrantes um Natal mais seguro. Assim, o Município vai oferecer a possibilidade de testar gratuitamente, com testes de antigénio/zaragatoa, todos os emigrantes que o solicitem no dia da sua chegada à nossa comunidade. Para informações, esclarecimentos e marcação dos testes, deve contactar o Serviço Municipal de Proteção Civil através dos seguintes números 968 922 852, 253 649 270. Proteja-se a si e proteja os outros !
Município vai testar os emigrantes que regressem a Vieira do Minho na época de Natal prevImage
Município vai testar os emigrantes que regressem a Vieira do Minho na época de Natal nextImage
Vieira às compras no Natal
Destaques
Vieira às compras no Natal
O Município de Vieira do Minho lança a campanha “Vieira às compras no comércio local”. Esta iniciativa de marketing digital visa apelar ao consumo no comércio local e/ou tradicional de forma a ajudar os comerciantes nesta época tão conturbada. O principal objetivo é contribuir para aumentar a visibilidade do comércio local vieirense e sensibilizar a população em geral para o consumo responsável em tempos tão difíceis para todos, em especial para os pequenos negócios e empresas. A metodologia proposta abrange publicitar diariamente, de 1 a 31 de dezembro, nas páginas do Facebook do Município e do Turismo de Vieira do Minho, um ou mais estabelecimentos aderentes. Mais se informa que as publicações serão realizadas por ordem de chegada e que serão apenas aceites candidaturas de estabelecimentos especializados na venda de produtos que cumpram com os requisitos e enviem a informação solicitada. Os interessados deverão enviar para comercial@cm-vminho.pt uma breve nota de apresentação da empresa/negócio que inclua: data de criação, nome(s) dos(s) fundador(es); tipologia do negócio (moda, utensílios, pastelaria, etc.); indicar os 3 produtos mais vendidos; promoções e descontos natalícios (caso existam); morada e contactos. Esta informação deve ser acompanhadas de, no máximo 5 fotografias ou vídeo com o máximo de 1 minuto de duração que retratem o exterior do estabelecimento, os proprietários e funcionários e os 3 produtos mais vendidos. Ao estabelecimento, cuja publicação obtenha o maior número de gostos (soma de gostos das 2 páginas), será oferecido um spot publicitário na Rádio Alto Ave. O anúncio do vencedor será posteriormente divulgado nas páginas de Facebook acima referidas.
Vieira às compras no Natal prevImage
Vieira às compras no Natal nextImage
Vieira aprova orçamento de 17 milhões e 570 mil euros
Destaques
Vieira aprova orçamento de 17 milhões e 570 mil euros
A Câmara Municipal de Viera do Minho vai gerir durante o próximo ano um orçamento na ordem dos 17 milhões de euros. O documento aposta na definição de um conjunto de prioridades que tem como pontos fundamentais a coesão social e o bem-estar dos munícipes, a sua valorização, e a qualidade dos serviços. Trata-se, por isso, de um Orçamento de continuidade, que dá sequência a todo o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos sete anos. Não é, pois, por acaso que, num orçamento de 17 milhões e 570 mil euros, a fatia mais significativa, seja destinada às funções sociais da autarquia, da habitação à recolha e tratamento de resíduos, passando pela ação social, pela educação e pela promoção da cultura e do desporto. O presidente do Município Vieirense, António Cardoso, pretende, por isso, continuar a pautar a sua atuação na construção de um concelho que promova a educação, que crie mais emprego e potencie mais investimento, assente numa governação baseada nos princípios da responsabilidade e da transparência. A gestão autárquica primará por promover a sustentabilidade económica e o equilíbrio financeiro do Município. Por tudo isto, o Executivo pretende-se continuar a realizar investimentos, intensificar as parcerias com todas as Juntas de Freguesia e as Instituições Locais, reduzindo sempre à divida municipal. Os documentos apresentados denotam a preocupação que este Executivo tem em concretizar os seus objetivos, no sentido de continuar a afirmar Vieira do Minho num território mais empreendedora, apoiando a agricultura, a floresta, as famílias, os jovens, o turismo e o comércio. Estes, em particular, através da dinamização de um conjunto de iniciativas e atividades capazes de atrair turistas ao nosso território. O presidente do Município considera que graças à boa gestão financeira dos últimos anos, que se manterá, a execução deste orçamento vai permitir que Vieira do Minho chegue ao final de 2021 com mais justiça social, mais qualidade de vida para os Vieirenses. Os números do orçamento Baseado numa lógica clara da distribuição dos recursos financeiros, associada aos exigentes critérios de contenção, o Executivo Municipal elaborou, de forma pragmática, os documentos, donde se depreende que as despesas previstas estão cobertas pelas receitas esperadas. Ao nível da receita, verifica-se que as previsões de receitas correntes correspondem a cerca de 11 milhões e 307 mil euros, e as receitas de capital correspondem a aproximadamente a 6 milhões e 265 mil euros. As despesas correntes correspondem a 57,5% da despesa do município, com um valor que ultrapassa os 10 milhões e 100 mil euros e incluem, para além das despesas com pessoal, aquisição de bens e serviços, transferências correntes e subsídios para as Juntas de Freguesia e associações. É através desta rubrica que sairão as transferências correntes para dar cobertura aos acordos de execução com as juntas de freguesia, transferências para instituições e associações e, ainda, subsídios para componente de apoio às famílias, apoio às rendas, bolsas de estudo e apoio à medicação, entre muitos outros. As despesas de capital representam 42,5% da despesa, num total de 7 milhões e 463 mil euros. Deste capítulo – despesas de capital – sairão as transferências de capital para as Juntas de freguesia e subsídios ao investimento a instituições. As Grandes Opções do Plano apresentado estão direcionadas para as Funções Sociais, que absorvem mais de 50% do investimento, num montante que ultrapassa os 5 milhões de euros. As funções económicas absorvem mais de 1 milhão e 100 mil euros. Esta verba destina-se à melhoria das vias de comunicação em todo o concelho.
Vieira aprova orçamento de 17 milhões e 570 mil euros prevImage
Vieira aprova orçamento de 17 milhões e 570 mil euros nextImage
Notícias
Eventos
Feira da Ladra 2020 em Exposição
01
/
04
Feira da Ladra 2020 em Exposição
As festas concelhias de Vieira do Minho, designadas por Feira da Ladra, agendadas para o primeiro fim de semana de outubro, como já foi noticiado, não se vão realizar, este ano, devido à Pandemia de Covid- 19. Apesar desta decisão, tomada no dia 16 de setembro, em reunião de câmara, o Município de Vieira do Minho não vai deixar passar em claro esta data tão especial para a população deste concelho, ainda que de forma simbólica. Neste sentido, a Feira da Ladra 2020 vai ser passada em revista com duas exposições que irão estar patentes ao público, nesse fim de semana, na Casa de Lamas, e em frente aos Paços do concelho. Na Casa de Lamas vai estar patente ao público, nesse fim de semana (sábado dia 3, domingo, dia 4 e segunda-feira dia 5) uma exposição etnográfica, enquanto que em frente aos Paços do Concelho estará uma exposição de fotografia que irá mostrar algumas edições da Feira da Ladra, desde a sua génese até aos tempos atuais. Um verdadeiro postal ilustrado que nos vai fazer remontar aos tempos mais idos da nossa história. Para além destas exposições, também o carro alegórico vai levar música às 16 freguesias e uniões de freguesias do concelho, durante o fim de semana.
Data
03 Out - 31 Dez '20
Local
Casa de Lamas
Horário
09h00 às 18h00
Preço
Gratuita
Apanha da Azeitona
02
/
04
Apanha da Azeitona
No Sábado, dia 12 de Dezembro, Vieira volta à tradição com a Apanha da Azeitona, uma atividade promovida no âmbito do projeto “ Sentir Vieira” que vai, uma vez mais, despertar os sentidos dos participantes. Trata-se de uma atividade cujo objetivo passa por valorizar a terra e a agricultura do Concelho mantendo vivas as tradições, os usos e os costumes de antigamente. A iniciativa pretende também dar a conhecer todo o processo de transformação do azeite que vai desde a apanha, à escolha e moagem da azeitona num lagar tradicional e termina na produção do azeite. Com a iniciativa, o Município pretende, ainda atrair para o Concelho visitantes e ser, acima de tudo, um momento de festa e convívio entre os participantes. Para mais informações e formalizar a inscrição, os interessados deverão contactar o Posto de Turismo de Vieira do Minho através do 253 649 240 ou postodeturismo@cm-vminho.pt.
Data
12 Dez '20
Local
Vieira do Minho
Horário
10h00 às 15h00
Preço
Gratuito
Exposição Árvores de Natal 2020
03
/
04
Exposição Árvores de Natal 2020
O Natal está quase a chegar e como habitualmente o Município de Vieira do Minho vai organizar mais uma exposição de árvores de Natal. Nesse sentido convida todas as famílias, todas as instituições, as escolas e empresas do concelho a construir uma árvore de Natal ou outro objecto com motivo natalício para embelezar os jardins da Praça Guilherme de Abreu. Pretende-se com esta iniciativa fomentar o espírito de união e partilha desta época e dar cor, alegria e magia ao Natal dos Vieirenses. O ano passado foram expostas 60 árvores de Natal construídas com as mais variadas cores, formas e materiais, uma verdadeira mostra de cor e engenho. Participe nesta iniciativa e entregue os seus trabalhos na Câmara Municipal até ao dia 11 de Dezembro.
Data
11 Dez '20 - 08 Jan '21
Local
Praça Dr. Guilherme de Abreu
Horário
00h00 às 00h00
Preço
Gratuita
Eleições Presidenciais 2021
04
/
04
Eleições Presidenciais 2021
As eleições presidenciais portuguesas de 2021 realizar-se-ão a 24 de janeiro de 2021 e determinarão quem será presidente da República de Portugal nos cinco anos seguintes. O atual presidente é Marcelo Rebelo de Sousa. A Constituição e a lei eleitoral exigem que tanto a primeira volta como a segunda da eleição tenham lugar nos 60 dias anteriores ao termo do mandato do atual titular (que termina a 9 de março de 2021) ou nos 60 dias seguintes à vacatura do cargo e, ainda, que, no caso de haver segunda volta, esta se realize três semanas após a primeira. De acordo com a lei portuguesa, o candidato deve receber a maioria absoluta dos votos (50% mais um voto) para ser eleito. Se nenhum candidato alcançar a maioria na primeira volta, deve ser realizada uma segunda volta, entre os dois candidatos que receberam mais votos na primeira. Para se candidatar às eleições, cada candidato deve reunir 7500 assinaturas de apoio um mês antes da eleição e submetê-las ao Tribunal Constitucional de Portugal. Em seguida, o Tribunal Constitucional deve verificar se as candidaturas apresentadas cumprem os requisitos para se submeterem à votação. Nesta ligação pode consultar o seu recenseamento eleitoral - Consulta dos cadernos de recenseamento
Data
24 Jan '21
Local
Vieira do Minho
Horário
08h00 às 19h00
Preço
Gratuito